Artigos (1985 - 2018)

Nesta seção são disponibilizados os artigos que tratassem temas referidos com história da matemática e/ou a Educação Matemática das seguintes revistas: Boletim de Educação Matemática – BOLEMA, Revista Brasileira de História da Ciência – RBHC, Zetetiké, Revista Brasileira de História da Matemática – RBHM, Revista de Matemática, Ensino e Cultura – REMATEC, Revista Eletrônica de Educação Matemática – REVEMAT, COCAR, Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Revista História da Matemática para Professores – RHMP, Revista de História da Educação Matemática – HISTEMAT, HIPÁTIA: Revista Brasileira de História, Educação e Matemática.

Ano Autor(a) / Título / Revista / Volume. / Número. Download
2018 Maria Laura Magalhães Gomes. Elementos de uma História de Formação Docente: as memórias de um professor de Matemática. BOLEMA, Vol: 32, Num: 60.
2018 Mirian Maria Andrade; Línlya Sachs. “Obrigada por ter apresentado a História Oral”: propostas desenvolvidas e analisadas em um curso de Licenciatura em Matemática. BOLEMA, Vol: 32, Num: 60.
2017 María José Madrid; Alexander Maz-Machado; Carmen León-Mantero; Carmen López-Esteban. Aplicaciones de las Matemáticas a la Vida Diaria en los Libros de Aritmética Españoles del Siglo XVI. BOLEMA, Vol: 31, Num: 59.
2016 Maria Laura Magalhães Gomes. Os 80 Anos do Primeiro Curso de Matemática Brasileiro: sentidos possíveis de uma comemoração acerca da formação de professores no Brasil. BOLEMA, Vol: 30, Num: 55.
2016 Diogo Franco Rios. Memórias de Ex-alunos do Colégio de Aplicação da Bahia: contribuições para a História da Educação Matemática. BOLEMA, Vol: 30, Num: 56.
2016 Permanência na Docência em Matemática. A História de Nair: a Força da Identidade Institucional para a permanência na docência em Matemática. BOLEMA, Vol: 30, Num: 56.
2015 Fernanda Malinosky C. da Rosa; Ivete Maria Baraldi. O uso de narrativas (auto)biográficas como uma possibilidade de pesquisa da prática de professores acerca da Educação (Matemática) Inclusiva. BOLEMA, Vol: 29, Num: 53.
2015 Vinícius Sanches Tizzo; Flávia Cristina Gomes Flugge; Heloisa da Silva. Práticas Possíveis com a História Oral na Formação Inicial de Professores (de Matemática). BOLEMA, Vol: 29, Num: 53.
2014 Maria Laura Magalhães Gomes. História da Educação Matemática, Formação de Professores a Distância e Narrativas Autobiográficas: dos sofrimentos e prazeres da tabuada. BOLEMA, Vol: 28, Num: 49.
2014 Fernando Guedes Cury; Luzia Aparecida de Souza; Heloisa da Silva. Narrativas: um olhar sobre o exercício historiográfico na Educação Matemática. BOLEMA, Vol: 28, Num: 49.
2014 Javier Peralta. Contribución de la Sociedad Matemática Española a la Educación Matemática en los Veinte Primeros Años de su Fundación. BOLEMA, Vol: 28, Num: 50.
2014 Rosimeire Aparecida Soares Borges; Aparecida Rodrigues Silva Duarte; Tânia Maria Mendonça Campos. A Formação do Educador Matemático Ubiratan D’Ambrosio: trajetória e memória. BOLEMA, Vol: 28, Num: 50.
2014 Paulo Roberto Castor Maciel; Tereza Fachada Levy Cardoso. A História do Conceito de Função em Vídeo: uma proposta para a aprendizagem. BOLEMA, Vol: 28, Num: 50.
2013 Heloisa Hernandez de Fontes Salvador; Lucia Maria Aversa Villela. Dividindo Histórias e Opiniões: o produto de uma pesquisa em história da educação matemática. BOLEMA, Vol: 27, Num: 43.
2013 Eliane Maria de Oliveira Araman; Irinéa de Lourdes Batista. Contribuições da História da Matemática para a Construção dos Saberes do Professor de Matemática. BOLEMA, Vol: 27, Num: 45.
2013 Arlete de Jesus Brito; Maria Augusta Ribeiro. História da Educação e Literatura: possibilidades de relações. BOLEMA, Vol: 27, Num: 45.
2013 Márcia Maria Alves de Assis. Escolas Radiofônicas do Rio Grande do Norte: a memória, a narrativa e os retratos da época como uso didático. BOLEMA, Vol: 27, Num: 46.
2013 Severino Carlos Gomes. Ensino de Trigonometria numa Abordagem Histórica: um produto educacional. BOLEMA, Vol: 27, Num: 46.
2013 Davidson Paulo Azevedo Oliveira; Marger da Conceição Ventura Viana; Milton Rosa. Um pouco de História das Funções: algumas sugestões de atividades práticas para a sala de aula. BOLEMA, Vol: 27, Num: 46.
2012 Wagner Rodrigues Valente. A elaboração de uma nova vulgata para a modernização do ensino de Matemática: aprendendo com a história da Educação Matemática no Brasil. BOLEMA, Vol: 15, Num: 17.
2012 Maria Laura Magalhães Gomes. Escrita Autobiográfica e História da Educação Matemática. BOLEMA, Vol: 26, Num: 42.
2012 Viviane Lovatti Ferreira; Vinicio de Macedo Santos. O Processo Histórico de Disciplinarização da Metodologia do Ensino de Matemática. BOLEMA, Vol: 26, Num: 42.
2012 Roberto Ribeiro Baldino; Aline Schröpfer Fracalossi. A História da Derivada de Mariana: uma experiência didática. BOLEMA, Vol: 26, Num: 42.
2011 Rosa Lúcia Sverzut Baroni; Marcos Vieira Teixeira; Sérgio Roberto Nobre. História da Matemática em contextos da Educação Matemática: contribuições do GPHM. BOLEMA, Vol: 25, Num: 41.
2011 Antonio Vicente Marafioti Garnica; Déa Nunes Fernandes; Heloisa da Silva. Entre a Amnésia e a Vontade de nada Esquecer: notas sobre regimes de historicidade e história oral. BOLEMA, Vol: 25, Num: 41.
2010 Antonio Miguel. Percursos Indisciplinares na Atividade de Pesquisa em História (da Educação Matemática): entre jogos discursivos como práticas e práticas como jogos discursivos. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Fernando Guedes Cury. Análise Narrativa em Trabalhos de História da Educação Matemática: algumas considerações. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Gert Schubring. Como Relacionar Histórias Regionais a Padrões Gerais de História? O caso do ensino de matemática na Westphalia. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Wagner Rodrigues Valente. História da educação matemática: considerações sobre suas potencialidades na formação do professor de matemática. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Bruno Alves Dassie; João Bosco Pitombeira Fernandes de Carvalho. Euclides Roxo: engenheiro, professor, intelectual e educador matemático. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Ivete Maria Baraldi; Rosinéte Gaertne. Contribuições da CADES para a Educação (Matemática) Secundária no Brasil: uma Descrição da Produção Bibliográfica (1953-1971). BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Heloisa da Silva. Uma Caracterização do Centro de Educação Matemática – CEM (1984–1997) como uma Comunidade de Prática de Formação Continuada de Professores de Matemática. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Flávia Soares. Analisando provas de concursos para professores de Matemática no Colégio Pedro II no século XIX. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Andréia Dalcin. O Ensino de Matemática entre 1885 e 1929 no Colégio Salesiano Liceu Coração de Jesus: “bons cristãos, honestos cidadãos”. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Regina de Cassia Manso de Almeida. Éléments de Géométrie, avec Notes. Par Adrien Marie Legendre. – O que Afirma o Próprio Autor sobre Sua Obra?. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Eliene Barbosa Lima; André Luís Mattedi Dias. A Análise Matemática no Ensino Universitário Brasilerio:a contribuição de Omar Catund. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Carlos Roberto Vianna. História da Matemática, Educação Matemática: entre o Nada e o Tudo.. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Elisabete Zardo Búrigo. Tradições Modernas: reconfigurações da matemática escolar nos anos 1960. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Neuza Bertoni Pinto. Estudo Histórico Comparativo das Práticas de Apropriação do Movimento da Matemática Moderna no Brasil e em Portugal. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Gladys Denise Wielewski; José Manuel Matos; Sergio Antonio Wielewski. Estímulos dados às Experiências Pedagógicas e à Produção de Livros Didáticos no Período da Matemática Moderna: contexto Brasil-Portugal. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Mariana Moraes Lôbo Pinheiro; Diogo Franco Rios. As Redes de Interação Social e a Institucionalização do Movimento da Matemática Moderna na Bahia. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Inês Angélica Andrade Freire; André Luís Mattedi Dias. Seção Científica de Matemática do CECIBA: propostas e atividades para renovação do ensino secundário de matemática (1965-1969). BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Romélia Mara Alves Souto. História na Educação Matemática – um estudo sobre trabalhos publicados no Brasil nos últimos cinco anos. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 Gustavo Alexandre de Miranda. Um Livro de Cálculo Intuitivo para Engenheiros. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2010 José Messildo Viana Nunes; Saddo Ag Almouloud; Renato Borges Guerra. O Contexto da História da Matemática como Organizador Prévio. BOLEMA, Vol: 23, Num: 35.
2009 Maria Laura Magalhães Gomes; Arlete de Jesus Brito. Vertentes da produção acadêmica brasileira em história da educação matemática: as indicações do EBRAPEM. BOLEMA, Vol: 22, Num: 34.
2008 Rosinéte Gaertner; Ivete Maria Baraldi. Educação Matemática e sua Influência no Processo. BOLEMA, Vol: 21, Num: 29.
2008 Célia Maria Carolino Pires. Reflexões Teórico-metodológicas para Investigações em História da Matemática. BOLEMA, Vol: 21, Num: 30.
2008 Ligia Arantes Sad; Circe Mary Silva da Silva. A USAID e o Ensino de Matemática no Rio Grande do Norte. BOLEMA, Vol: 21, Num: 30.
2008 Arlete de Jesus Brito. Potencialidades da Literatura como Fonte para a História da Educação Matemática: a obra de Pedro Nava. BOLEMA, Vol: 21, Num: 30.
2008 Maria Laura Magalhães Gomes. Histórias de Vida de Professores de Matemática. BOLEMA, Vol: 21, Num: 30.
2008 Emerson Rolkouski. Um Ensaio Sobre História Oral e Educação Matemática: pontuando princípios e procedimentos. BOLEMA, Vol: 21, Num: 30.
2007 Gert Schubring. Um Outro Caso de Obstáculos Epistemológicos: o princípio de permanência. BOLEMA, Vol: 20, Num: 28.
2007 Heloisa da Silva; Luzia Aparecida de Souza. A História Oral na Pesquisa em Educação Matemática. BOLEMA, Vol: 20, Num: 28.
2006 Maria Laura Magalhães Gomes. Os Números Racionais em Três Momentos da História da Matemática Escolar Brasileira. BOLEMA, Vol: 19, Num: 25.
2005 Cláudia Regina Flores; Méricles Thadeu Moretti. Como representar um piso quadriculado: história da perspectiva e ensino de geometria. BOLEMA, Vol: 18, Num: 24.
2002 Hygino H. Domingues. A Demonstração ao Longo dos Séculos. BOLEMA, Vol: 15, Num: 18.
2002 Gert Schubring. A Noção de Multiplicação: um “obstáculo” desconhecido na História da Matemática. BOLEMA, Vol: 15, Num: 18.
2000 Irineu Bicudo. Mario Tourasse Teixeira: um educador de corpo inteiro. BOLEMA, Vol: 13, Num: 14.
1994 José Roberto Boettger Jardinetti. A Função Metodológica da História para Elaboração e Execução de Procedimentos de Ensino na Matemática. BOLEMA, Vol: 9, Num: 10.
1993 Antonio Carlos Carrera de Souza. Aspectos históricos das Geometrias não-euclidianas. BOLEMA, Vol: 8, Num: 9.
1992 Alexandre Medeiros; Cleide Medeiros. Números Negativos: uma história de incertezas. BOLEMA, Vol: 7, Num: 8.
1992 Irineu Bicudo. Sobre a História da Matemática. BOLEMA, Vol: 7.
1992 Eduardo Sebastiani Ferreira et al.. O uso da História da Matemática na formalização de conceitos. BOLEMA, Vol: 7.
1992 Clóvis Pereira da Silva. Sobre a História da Matemática no Brasil. BOLEMA, Vol: 7.
1992 Carlos Sanchez Fernandes. Glosas de una Concepción Humanista, Dialéctica y Materialista de la Historia de la Matemática. BOLEMA, Vol: 7.
1992 Michael Otte. Concepção de História da Matemática. BOLEMA, Vol: 7.
1986 Rubens Golvea Lintz. A Reta Real Realmente Exite?. BOLEMA, Vol: 2, Num: 3.
1985 Irineu Bicudo. A Matemática da Babilônia: Uma reconstrução do passado . BOLEMA, Vol: 1, Num: 1.
1985 Irineu Bicudo. A Matemática na Babilônia: Uma recontrução do passado. BOLEMA, Vol: 1, Num: 2.
2017 Filipe Santos Fernandes. Histórias da posição cientifico-acadêmica da Educação Matemática no Brasil: sistematização e perspectivas. Zetetiké, Vol: 25, Num: 2.
2013 Línlya Natássia Sachs Camerlengo de Barbosa; Marcos Rodrigues da Silva. A participação da história no ensino de matemática: pontos de vista historiográfico e pedagógico. Zetetiké, Vol: 21, Num: 1.
2012 Arlete de Jesus Brito. O ensino de matemática no século XVII: entre a religião e as disputas político-econômicas. Zetetiké, Vol: 20, Num: 2.
2011 Circe Mary Silva da Silva. Controle estatal sobre livros didáticos de matemática utilizados na Academia Militar no Brasil. Zetetiké, Vol: 19, Num: 1.
2010 Antonio Vicente Marafioti Garnica. Outras inquisições: apontamentos sobre História Oral e História da Educação Matemática. Zetetiké, Vol: 18, Num: 2.
2010 Marcos Luis Gomes. As práticas culturais de mobilização de história da matemática em livros didáticos destinados ao ensino médio. Zetetiké, Vol: 18.
2009 Maria Ângela Miorim. A escrita de livros didáticos de matemática na década de 1920: o caso de Saverio Cristofaro. Zetetiké, Vol: 17, Num: 2.
2008 Wagner Rodrigues Valente. Livro didático e educação matemática: uma história inseparável. Zetetiké, Vol: 16, Num: 2.
2008 Antonio Vicente Marafioti Garnica. Resgatando oralidades para a história da Matemática e da Educação Matemática brasileiras: o Movimento Matemática Moderna. Zetetiké, Vol: 16, Num: 2.
2008 Gert Schubring. A Geometria de Euclides a Lobatschewski: um estudo histórico-pedagógico - livro BRITO, Arlete de Jesus. Zetetiké, Vol: 16, Num: 2.
2007 Romélia Mara Alves Souto. O movimento do S.A.P.O. na década de 1970 e a Educação Matemática em Rio Claro – aspectos históricos. Zetetiké, Vol: 15, Num: 1.
2006 Arlete de Jesus Brito. A história da matemática na obra Geografia Geral de Bernhard Varenio. Zetetiké, Vol: 14, Num: 2.
2006 Antonio Vicente Marafioti Garnica; Maria Ednéia Martins. Educação e Educação Matemática em escolas rurais do Oeste Paulista: um olhar histórico. Zetetiké, Vol: 14, Num: 1.
2005 Anna Regina Lanner de Moura; Maria do Carmo de Sousa. O lógico-histórico da álgebra não simbólica e da álgebra simbólica: dois olhares diferentes. Zetetiké, Vol: 13, Num: 2.
2004 Wagner Rodrigues Valente. Documentos de professores como fontes para a história da Educação Matemática: o Arquivo Pessoal Euclides Roxo – APER. Zetetiké, Vol: 12, Num: 1.
2003 Antonio Vicente Marafioti Garnica. História Oral e Educação Matemática: de um História Oral e Educação Matemática: de um. Zetetiké, Vol: 11, Num: 1.
1998 Arlete de Jesus Brito; Lafayette de Moraes. A obra de Gerolamo Saccheri e a história da gometria não-euclidiana. Zetetiké, Vol: 6, Num: 2.
1997 Ivor Grattan-Guinness. O que foi e que deveria ser o cálculo?. Zetetiké, Vol: 5, Num: 7.
1997 Arlte de Jesus Brito; Virginia Cardia Cardoso. Uma abordagem histórico-pedagogico dos fundamentos do cálculo diferencial: reflexões metodologicas. Zetetiké, Vol: 5, Num: 1.
1997 Antonio Miguel. As potencialidades pedagógicas da história da matemática em questão: Argumentos reforçadores e questionadores. Zetetiké, Vol: 5, Num: 2.
1996 Ana Paul Werneck; Deborah Silva Enne; João Pitombeira de Carvalho; Mônica Baptista da Costa; Priscilla Rangel Cruz. Os debates em torno das reformas do ensino de matemática: 1930-1942. Zetetiké, Vol: 4, Num: 1.
1993 Dario Fiorentini. Memória e nálise da pesquisa acadêmica em educação matemática no Braasil: o banco de teses do CEMPEM/FE-UNICAMP. Zetetiké, Vol: 1, Num: 1.
2014 TATIANA ROQUE. Desmascarando a equação. A história no ensino de que matemática?. RBHC, Vol: 7, Num: 2.
1996 Clóvis pereira da silva. Sobre a História da Matemática no Brasil após o período colonial . RBHC, Num: 16.
1994 Clóvis pereira da silva. Análise de dois textos de otto de alencar silva. RBHC, Num: 12.
1992 Clóvis pereira da silva. Otto de alencar silva: Pioneiro da pesquisa matemática no Brasil. RBHC, Num: 7.
1994 Fernando Raul Neto. "Géométrie de position" - O estranho livro de lazar carnot. RBHC, Num: 12.
2015 GÉRARD ÉMILE GRIMBERG. O estatuto do diagrama nos Elementos de Euclides. RBHC, Vol: 8, Num: 1.
2012 José Carlos Magossi; Elaine Cristina Catapani Poletti. O movimento das estruturas matemáticas. RBHM, Vol: 12, Num: 25.
2016 Aline Bernardes; Tatiana Roque. HISTÓRIA DA NOÇÃO DE MATRIZ: UMA RELEITURA SOB A LUZ DE NOVAS ABORDAGENS HISTORIOGRÁFICAS. RBHM, Vol: 16, Num: 31.
2016 Angelica Raiz Calabria. FRANCISCO ANTONIO LACAZ NETTO (1911-1991): BREVE BIOGRAFIA. RBHM, Vol: 16, Num: 32.
2012 Itala M. Loffredo D‟Ottaviano. ON THE DEVELOPMENT OF LOGIC IN BRAZIL II: INITIATIVES IN BRAZIL RELATED TO LOGIC AND BRAZILIAN RESEARCH GROUPS DEDICATED TO LOGIC. RBHM, Vol: 12, Num: 24.
2011 John A. Fossa. RAZÃO E PROPORÇÃO: A HERANÇA ANTIGA. RBHM, Vol: 11, Num: 23.
2015 Ivor Grattan-Guinness. DISSIMILAR WAYS OF INSCRIBING SIMILAR TRIANGLES. RBHM, Vol: 15, Num: 30.
2014 Maria de Lourdes Bacha; Fumikazu Saito. PEIRCE E CANTOR: UM ESTUDO PRELIMINAR SOBRE CONTINUIDADE E INFINITESIMAIS. RBHM, Vol: 14, Num: 28.
2010 Plínio Zornoff Táboas. UM ESTUDO SOBRE AS ORIGENS DOS ESPAÇOS VETORIAIS. RBHM, Vol: 10, Num: 19.
2003 Paulus Gerdes. NÍJTYUBANE — SOBRE ALGUNS ASPECTOS GEOMÉTRICOS DA CESTARIA BORA NA AMAZÓNIA PERUANA. RBHM, Vol: 3, Num: 6.
2004 Luis Carlos Arboleda; Luis Cornelio Recalde. BAIRE, FRÉCHET Y LOS INICIOS DE LA TOPOLOGIA DE CONJUNTOS DE PUNTOS. RBHM, Vol: 4, Num: 8.
2016 Bernadete Morey; Adgam Sultanov. PAFNÚTIY LVÓVITCH TCHEBYSHEV E O NASCIMENTO DA ESCOLA RUSSA EM TEORIA DOS NÚMEROS. RBHM, Vol: 16, Num: 31.
2007 John A. Fossa; Marta Figueredo dos Anjos. SOBRE A INCOMPATIBILIDADE DOS NÚMEROS NEGATIVOS COM O CONCEITO GREGO DE ẢRITHMÓS. RBHM, Vol: 7, Num: 14.
2014 John A. Fossa; Glenn W. Erickson. THE OEDIPUS MYTH AS MATHEMATICAL ALLEGORY . RBHM, Vol: 14, Num: 29.
2010 Guillermo Ortíz Rico; Sergio Iván Valencia Marín. LA CATEGORICIDAD DE LOS REALES EN HILBERT. RBHM, Vol: 10, Num: 19.
2013 M. Elisa E. L. Galvão; Vera H. G. de Souza. LUAS, ÁREAS E QUADRATURAS - UM PROBLEMA E MUITOS SÉCULOS NA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA. RBHM, Vol: 13, Num: 27.
2011 Oscar João Abdounur. INSTABILIDADE NO TRATAMENTO DE RAZÕES NO CONTEXTO DO DESENVOLVIMENTO DA MATEMÁTICA EUROPÉIA MEDIEVAL. RBHM, Vol: 11, Num: 23.
2008 Fernando Raul Neto. PREFÁCIO AO BEGRIFFSSCHRIFT (1879) DE GOTTLOB FREGE (1848-1925): TRADUÇÃO E INTRODUÇÃO AO TEXTO. RBHM, Vol: 8, Num: 16.
2014 Renata Cristina Geromel Meneghetti. DA INTUIÇÃO À AXIOMATIZAÇÃO DA MATEMÁTICA: UMA ANÁLISE DIACRÔNICA DA TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA DOS CARDINAIS E ORDINAIS. RBHM, Vol: 14, Num: 28.
2010 Carlos H. B. Gonçalves; Zaqueu V. Oliveira. A ATIVIDADE MATEMÁTICA DE ADRIAAN VAN ROOMEN. RBHM, Vol: 10, Num: 20.
2012 Denise Helena Lombardo Ferreira; Júlio César Penereiro; Otávio Roberto Jacobini. RETRATANDO A EVOLUÇÃO DA ESTATÍSTICA POR MEIO DE IMAGENS CONTIDAS EM SELOS POSTAIS COMEMORATIVOS. RBHM, Vol: 12, Num: 25.
2007 José M. Cobos Bueno. ESTANCIA DE FRANCISCO VERA EN BRASIL. RBHM, Vol: 7, Num: 14.
2009 Ubiratan D’Ambrosio. EULER, UM MATEMÁTICO MULTIFACETADO. RBHM, Vol: 9, Num: 17.
2014 Davidson Paulo Azevedo Oliveira; Milton Rosa; Marger da Conceição Ventura Viana. DE ORESME A DIRICHLET: UM BREVE HISTÓRICO DO DESENVOLVIMENTO DAS FUNÇÕES. RBHM, Vol: 14, Num: 28.
2013 Maria Deusa Ferreira da Silva; Iran Abreu Mendes. A INTENCIONALIDADE NO FAZER MATEMÁTICA: UM PARALELO ENTRE OS “DISCURSOS” DA HISTÓRIA E A SOCIOLOGIA DA MATEMÁTICA. RBHM, Vol: 13, Num: 27.
2016 Inocêncio Fernandes Balieiro Filho. SOBRE O DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO DO CONCEITO DE NÚMERO. RBHM, Vol: 16, Num: 31.
2008 Vicente Meavilla. LEYENDO A EULER: ALGUNOS PROBLEMAS CONCERNIENTES A CIERTAS CLASES DE TRIÁNGULOS. RBHM, Vol: 8, Num: 15.
2011 Carlos Arthur Ribeiro do Nascimento. UM POUCO MAIS SOBRE GALILEU E AS CIÊNCIAS MISTAS. RBHM, Vol: 11, Num: 23.
2014 Sabrina Helena Bonfim. THEODORO AUGUSTO RAMOS (1895-1935): UMA BIOGRAFIA. RBHM, Vol: 14, Num: 29.
2010 John A. Fossa. WHAT MAKES A PYTHAGOREAN PYTHAGOREAN?. RBHM, Vol: 10, Num: 20.
2009 Iran Abreu Mendes; Sergio Nobre. JOÃO ÂNGELO BRUNELLI: UM PADRE MATEMÁTICO E O ASTRÔNOMO ITALIANO PARTICIPANTE DA COMISSÃO DEMARCADORA DE LIMITES DA AMAZÔNIA NA ERA POMBALINA. RBHM, Vol: 9, Num: 18.
2012 Marcel A. R. de Almeida; Gert Schubring. HARRIOT E STEDALL: UMA REAVALIAÇÃO. RBHM, Vol: 12, Num: 25.
2015 Alberto Forero Poveda; Jhon Helver Bello Chávez. LA NOCIÓN DE CÓNICA EN APOLONIO Y DESCARTES: UN ANÁLISIS COMPARATIVO. RBHM, Vol: 15, Num: 30.
2011 Fábio Maia Bertato. CONTRIBUIÇÕES DOS PENSAMENTOS MEDIEVAL E RENASCENTISTA PARA O DESENVOLVIMENTO DA MATEMÁTICA. RBHM, Vol: 11, Num: 23.
2014 Héctor Horacio Gerván. LA ETNOMATEMÁTICA COMO HERRAMIENTA DE ANÁLISIS PARA LAS INVESTIGACIONES EN HISTORIA DE LA MATEMÁTICA. RBHM, Vol: 14, Num: 28.
2016 José Gustavo Morales. ASPECTOS ICÓNICOS EN LA REPRESENTACIÓN DE LOS NÚMEROS: EL CASO DE LEIBNIZ EN EXPLICATION DE L’ARITHMÉTIQUE BINAIRE (1703). RBHM, Vol: 16, Num: 32.
2008 I. F. Balieiro; M. R. Soares. UMA ABORDAGEM DA ANÁLISE MATEMÁTICA PARA ALGUNS PROBLEMAS DERIVADOS DAS CONCEPÇÕES FILOSÓFICAS DE ZENON, ANTIFON E BRISON. RBHM, Vol: 8, Num: 16.
2016 Vicente Meavilla Seguí; Antonio M. Oller Marcén. SOBRE LOS PROBLEMAS GEOMÉTRICOS REALISTAS DE LA PRATICA MERCANTÍUOL (1521) DE JOAN VENTALLOL. RBHM, Vol: 16, Num: 31.
2004 Leonel Morales Aldana. LA CUENTA LARGA DEL CALENDARIO MAYA Y SU NOTACIÓN. RBHM, Vol: 4, Num: 7.
2007 Luis Radford. LA ARITHMETICA PRACTICA DEL PADRE PADILLA Y LOS INICIOS DE LA MATEMÁTICA EN CENTRO AMÉRICA EN EL PERÍODO COLONIAL. RBHM, Vol: 7, Num: 14.
2008 Eduardo Sebastiani Ferreira. O ÁBACO DE SILVESTER II. RBHM, Vol: 8, Num: 15.
2009 Circe Mary Silva da Silva. O LIVRO DIDÁTICO MAIS POPULAR DE LEONHARD EULER E SUA REPERCUSSÃO NO BRASIL. RBHM, Vol: 9, Num: 17.
2011 José do Carmo Toledo. SOBRE O PROCESSO HISTÓRICO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO DA ÁREA DE ANÁLISE MATEMÁTICA NO BRASIL. RBHM, Vol: 11, Num: 22.
2010 Vanessa Vasconcelos Cosme. UM PASSEIO PELA HISTÓRIA DE SÍMBOLOS QUE REPRESENTARAM IGUALDADE UM PASSEIO PELA HISTÓRIA DE SÍMBOLOS QUE REPRESENTARAM IGUALDADE. RBHM, Vol: 10, Num: 19.
2010 Lucieli M. Trivizoli. SINAIS DA ORGANIZAÇÃO DA COMUNIDADE MATEMÁTICA BRASILEIRA: SOCIEDADE DE MATEMÁTICA DE SÃO PAULO. RBHM, Vol: 9, Num: 18.
2012 Sílvio César Otero-Garcia. SOBRE UMA GENERALIZAÇÃO DA INTEGRAL DEFINIDA: TRADUÇÃO DO PRIMEIRO TRABALHO DE HENRI LEBESGUE SOBRE SUA NOVA INTEGRAL. RBHM, Vol: 12, Num: 25.
2008 Carlos Roberto de Moraes. UMA HISTÓRIA DA LÓGICA NO BRASIL: A ERA DOS PIONEIROS. RBHM, Vol: 8, Num: 15.
2011 Frederico José Andries Lopes. LEIBNIZ E A ARITMÉTICA BINÁRIA. RBHM, Vol: 11, Num: 22.
2014 Jansley Alves Chaves; Gérard Emile Grimb. O TRATADO SOBRE AS PROPRIEDADES PROJETIVAS DAS FIGURAS DE JEAN VICTOR PONCELET: ELEMENTOS DE UMA GÊNESE. RBHM, Vol: 14, Num: 28.
2012 Josiney Souza. UMA NOTA SOBRE A TEORIA DOS GRUPOS: DA TEORIA DE GALOIS À TEORIA DE GAUGE. RBHM, Vol: 12, Num: 24.
2013 Luis Giraldo González Ricardo; Carlos Sánchez Fernández. RICHARD DEDEKIND Y LA ARQUITECTURA DEL CONTINUO ARITMÉTICO. RBHM, Vol: 13, Num: 27.
2008 María Eugenia Onaha; Marcelo Etchegoyen. LA PRESENCIA DE MATEMÁTICOS JAPONESES EN ARGENTINA: UN EPISODIO DE LA POSTGUERRA. RBHM, Vol: 8, Num: 16.
2003 Mario H. Otero. UNA FILOSOFIA HISTORICA DE LAS MATEMÁTICAS EN COLLINS (1998). RBHM, Vol: 3, Num: 6.
2009 Rogério Monteiro de Siqueira. HISTÓRIA, TRADIÇÃO E PESQUISA SOB DISPUTA: O CASO DOS POLIEDROS NA HISTÓRIA, TRADIÇÃO E PESQUISA SOB DISPUTA: O CASO DOS POLIEDROS NA. RBHM, Vol: 9, Num: 17.
2007 Juan E. Nápoles Valdes. ECUACIONES DIFERENCIALES Y CONTEMPORANEIDAD. RBHM, Vol: 7, Num: 14.
2010 Eduardo Sebastiani Ferreira. NICOMEDE E OS TRÊS PROBLEMAS CLÁSSICOS GREGOS. RBHM, Vol: 10, Num: 20.
2012 Mario H. Otero. MORITZ PASCH, PRECURSOR Y TESTIGO LÚCIDO DEL CAMBIO RADICAL EN MATEMÁTICAS. RBHM, Vol: 12, Num: 25.
2007 Elena Ausejo. MATEMÁTICAS PARA LAS NUEVAS REPÚBLICAS AMERICANAS: DEL EXILIO LIBERAL ESPAÑOL A LA RESTAURACIÓN. RBHM, Vol: 7, Num: 13.
2009 Daciberg Lima Gonçalves. HISTORICAL ASPECTS OF THE DISCOVERY OF THE EULER CHARACTERISTIC AND SOME OF ITS DEVELOPMENTS IN MODERN TOPOLOGY. RBHM, Vol: 9, Num: 17.
2015 Carmen Martínez-Adame. CARATHÉODORY AND THE AXIOMATIZATION AND ALGEBRAIZATION OF MEASURE THEORY IN THE FIRST HALF OF THE XX CENTURY. RBHM, Vol: 15, Num: 30.
2016 Douglas Frederico Guimarães Santiago; Michely Santos Oliveira; Raquel Anna Sapunaru. O CONCEITO DE LIMITE E O CONCEITO DE LIMITE SEGUNDO BERTRAND RUSSELL. RBHM, Vol: 16, Num: 31.
2008 Romélia Mara Alves Souto. OBRAS RARAS E ANTIGAS SOBRE MATEMÁTICA E ÁREAS AFINS DA BIBLIOTECA MUNICIPAL BATISTA CAETANO D´ALMEIDA E DO ACERVO DO GRUPO TEATRAL ARTUR AZEVEDO, EM SÃO JOÃO DEL-REI/MG. RBHM, Vol: 8, Num: 16.
2009 Fernando Raul Neto. DAS HISTORISCHES BILD VON LAZARE CARNOT (1753-1823): UNGELÖSTE FRAGEN. RBHM, Vol: 9, Num: 18.
2007 Tatiana Roque. DE ANDRONOV A PEIXOTO: A NOÇÃO DE ESTABILIDADE ESTRUTURAL E AS PRIMEIRAS MOTIVAÇÕES DA ESCOLA BRASILEIRA DE SISTEMAS DINÂMICOS. RBHM, Vol: 7, Num: 14.
2009 Nelo D. Allan. A MATEMÁTICA RECREATIVA DE EULER: NÚMEROS AMIGOS. RBHM, Vol: 9, Num: 17.
2014 Gerard E. Grimberg. GAUSS, OS RESÍDUOS BIQUADRÁTICOS E A REPRESENTAÇÃO GEOMÉTRICA DOS NÚMEROS COMPLEXOS. RBHM, Vol: 14, Num: 29.
2015 Kedar N Shukla. THE LINEAR INDETERMINATE EQUATION - A BRIEF HISTORICAL ACCOUNT. RBHM, Vol: 15, Num: 30.
2014 Fernando Raul Neto; João Paulo Barbosa. “INVESTIGAÇÕES SOBRE OS MEIOS DE RECONHECER SE UM PROBLEMA DE GEOMETRIA PODE SER RESOLVIDO COM A RÉGUA E O COMPASSO” DE PIERRE LAURENT WANTZEL - TRADUÇÃO. RBHM, Vol: 14, Num: 28.
2016 Tadeu Fernandes de Carvalho; Priscila de Moraes; Denise Helena Lombardo Ferreira. DESCARTES: DE SUA PASSAGEM PELO COLÉGIO JESUÍTA ROYAL HENRY-LE-GRAND À CRIAÇÃO DA GEOMETRIA ANALÍTICA. RBHM, Vol: 16, Num: 31.
2007 Luis Español González. LAS MATEMÁTICAS EN ESPAÑA EN EL SIGLO XX: EL DOCTORADO HASTA LA II REPÚBLICA Y EL PAPEL DE JULIO REY PASTOR. RBHM, Vol: 7, Num: 13.
2009 John A. Fossa; Sarah Mara Silva Leôncio. SOBRE NÚMEROS AMIGÁVEIS”, DE LEONHARD EULER: TRADUÇÃO E COMENTÁRIOS. RBHM, Vol: 9, Num: 17.
2007 Ernesto Garcia Camarero. ALGUNOS RECUERDOS SOBRE LOS ORÍGENES DEL CÁLCULO AUTOMÁTICO EN ARGENTINA, Y SUS ANTECENDENTES EN ESPAÑA E ITALIA. RBHM, Vol: 7, Num: 13.
2009 Carlos H. B. Gonçalves; Thomás A. S. Haddad. “DEMONSTRAÇÃO DE CERTOS TEOREMAS REFERENTES A NÚMEROS PRIMOS”, DE LEONHARD EULER: TRADUÇÃO E COMENTÁRIOS. RBHM, Vol: 9, Num: 17.
2011 Irineu Bicudo. BEPPO LEVI E OS ELEMENTOS DE EUCLIDES. RBHM, Vol: 11, Num: 23.
2002 Manoel de Campos Almeida. TALHAS NUMÉRICAS E O ANTIGO TESTAMENTO. RBHM, Vol: 2, Num: 4.
2005 Fábio Maia Bertato. FRATRE LUCA PACIOLI E SU DIVIN PROPORTION (IN INTERLINGUA). RBHM, Vol: 5, Num: 9.
2005 Irineu Bicudo. ISTÓRIAS PARALELAS: O V POSTULADO DE EUCLIDES E O AXIOMA DA ESCOLHA. RBHM, Vol: 5, Num: 9.
2006 Luís Miguel Carolino. JOÃO DELGADO SJ E A «QUAESTIO DE CERTITUDINE MATHEMATICARUM» EM INÍCIOS DO SÉCULO XVII. RBHM, Vol: 6, Num: 11.
2017 Cecília Costa. REFLEXÃO SOBRE AS VICISSITUDES DE MATEMÁTICOS EM PERÍODOS BÉLICOS: O CASO DE JOSÉ SEBASTIÃO E SILVA. RBHM, Vol: 17, Num: 33.
2002 André Luís Mattedi Dias. MATEMÁTICA NO BRASIL: UM ESTUDO DA TRAJETÓRIA DA HISTORIOGRAFIA. RBHM, Vol: 2, Num: 4.
2003 David Hilbert. PROBLEMAS MATEMÁTICOS. RBHM, Vol: 3, Num: 5.
2002 José Ferreirós. O SURGIMENTO DA ABORDAGEM CONJUNTISTA EM MATEMÁTICA. RBHM, Vol: 2, Num: 4.
2005 John A. Fossa; Glenn W. Erickson. THE DIVIDED LINE AND THE GOLDEN MEAN. RBHM, Vol: 5, Num: 9.
2006 John A. Fossa. ON THE PENTAGRAM AS A PYTHAGOREAN EMBLEM. RBHM, Vol: 6, Num: 12.
2017 Francisco Regis Vieira Alves. FÓRMULA DE DE MOIVRE, OU DE BINET OU DE LAMÉ: DEMONSTRAÇÕES E GENERALIDADES SOBRE A SEQUÊNCIA GENERALIZADA DE FIBONACCI - SGF. RBHM, Vol: 17, Num: 33.
2006 José Manuel Matos. CONSTITUIÇÃO DE UM SABER MATEMÁTICO: A ARITMÉTICA NO PORTUGAL DA PRIMEIRA METADE DE QUINHENTOS. RBHM, Vol: 6, Num: 12.
2002 George Gheverghese Joseph. THE ENORMITY OF ZERO. RBHM, Vol: 2, Num: 4.
2002 Renata C. Geromel Meneghetti; Irineu Bicudo. O QUE A HISTÓRIA DO DESENVOLVIMENTO DO CÁLCULO PODE NOS ENSINAR QUANDO QUESTIONAMOS O SABER MATEMÁTICO, SEU ENSINO E SEUS FUNDAMENTOS. RBHM, Vol: 2, Num: 3.
2002 Sergio Nobre. INTRODUÇÃO À HISTÓRIA DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA: DAS ORIGENS AO SÉCULO XVIII. RBHM, Vol: 2, Num: 3.
2006 Mario H. Otero. TRES MOMENTOS DE UNA CONSTRUCCIÓN GEOMÉTRICA: APOLLONIUS DE PERGA, FRANÇOIS VIETE, JOSEPH-DIEZ GERGONNE. RBHM, Vol: 6, Num: 12.
2001 GARNICA, A.. PEIRCE’S MATHEMATICAL WRITINGS: AN ESSAY ON PRIMARY ARITHMETIC BOOKS AS IT RELATES TO MATHEMATICS EDUCATION. RBHM, Vol: 1, Num: 2.
2001 Julio Roberto Katinsky. A PERSPECTIVA EXATA E O DESENVOLVIMENTO DA GEOMETRIA ÓTICA. RBHM, Vol: 1, Num: 2.
2002 Lígia Arantes Sad. PROBLEMAS EPISTEMOLÓGICOS NO PERÍODO DE EMERGÊNCIA DO CÁLCULO INFINITESIMAL. RBHM, Vol: 2, Num: 3.
2006 Eduardo Sebastiani Ferreira. ONZE AVOS, DOZE AVOS, ... DE ONDE VEM ESTE TERMO AVO? . RBHM, Vol: 6, Num: 11.
2003 Ubiratan D'Ambrosio. UM BRASILEIRO NO CONGRESSO INTERNACIONAL DE MATEMÁTICOS DE 1900. RBHM, Vol: 3, Num: 5.
2013 John A. Fossa. ON EUCLID’S FIRST THREE POSTULATES. RBHM, Vol: 13, Num: 26.
2011 Edda Curi. Revelações de pesquisas realizadas no âmbito de um Grupo de Pesquisa de um curso de pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática: algumas reflexões. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2011 José Manuel Matos; Teresa Maria Monteiro. RECOMPONDO O CONHECIMENTO DIDÁTICO DO CONTEÚDO DURANTE O INÍCIO DA MATEMÁTICA MODERNA EM PORTUGAL (1956-69). REMATEC, Vol: 6, Num: 9.
2008 Odenise Maria Bezerra; Sônia Maria Cavalcanti da Rocha. A investigação histórica na formação de professores de Matemática. REMATEC, Vol: 3, Num: 4.
2013 Elisabete Zardo Búrigo. PROFESSORES MODERNOS PARA UMA NOVA ESCOLA: A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA NOS ANOS 1960 E 1970. REMATEC, Vol: 8, Num: 13.
2011 Carmyra Oliveira Batista. O Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Matemática – COMPASSODF: constituição, trajetórias e perspectivas. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2011 José Walber de Souza Ferreira. Educação Matemática em Foco (EMFoco): um grupo colaborativo no desenvolvimento da Educação Matemática no estado da Bahia. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2013 Antonio Vicente Marafioti Garnica. SOBRE HISTORIOGRAFIA: FRAGMENTOS PARA COMPOR UM DISCURSO. REMATEC, Vol: 8, Num: 12.
2007 George Pimentel Fernandes. A definição dos períodos da História da Educação Matemática do Brasil. REMATEC, Vol: 2, Num: 2.
2011 Claudinei Camargo Sant’Ana. A construção do Grupo de Estudos em Educação Matemática: GEEM. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2007 Liliane dos Santos Gutierre. Educação Matemática e História Oral: uma união possível. REMATEC, Vol: 2, Num: 3.
2011 Isabel Cristina Rodrigues de Lucena; Hélio Simplício Rodrigues Monteiro; Maria Augusta Raposo de Barros Brito. Grupo de Estudos e pesquisas em Educação Matemática e Cultura Amazônica - GEMAZ. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2013 Maria Teresa González Astudillo. La Investigación En Historia de la educación Matemática en espanã. REMATEC, Vol: 8, Num: 12.
2011 Flávia Cristina de Macêdo Santana. Grupo de Estudo e Pesquisa em Matemática e Educação: novos caminhos para o desenvolvimento profi ssional. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2011 José Dilson Beserra Cavalcanti. Educação Matemática no Recôncavo da Bahia: um breve review sobre o GPEMAR. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2011 Ana Paula dos Santos Malheiros; Silvana Claudia dos Santos; Daise Lago Pereira Souto. Dinâmica e Pesquisa do GPIMEM: o olhar de alguns de seus membros. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2011 Iran Abreu Mendes. Grupo de Estudos e Pesquisas em Matemática e Cultura: projetos e produtos. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2011 Maria Clara Rezende Frota; Eliane Sheid Gazire; Gilmer Jacinto Peres. Práticas investigativas no ensino de Matemática: a trajetória do grupo de pesquisa PINEM. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2011 Célia Maria Carolino Pires. Grupo de Pesquisa “Organização, Desenvolvimento Curricular e Formação de Professores em Matemática”: trajetórias, perspectivas e desafios. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2011 Paula Moreira Baltar Bellemain. Grupo Pró-Grandezas: ensino e aprendizagem das grandezas e medidas. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2011 Thiago Viana de Lucena. GruDEM: primeiros passos de um gigante. REMATEC, Vol: 6, Num: 8.
2015 Francisco Djnnathan da Silva Gonçalves. História da Educação Matemática: as dissertações e as teses como “lugares de memória”. REMATEC, Vol: 10, Num: 20.
2016 Alayde Ferreira dos Santos. A história do movimento das Feiras de Matemática no estado da Bahia: algumas considerações. REMATEC, Vol: 11, Num: 22.
2016 Eliene Barbosa Lima; Inês Angélica Andrade Freire. Saberes matemáticos elementares: a formação do professor das crianças sertanejas e da capital da Bahia (1925-1929). REMATEC, Vol: 11, Num: 23.
2016 Maria Cristina Araújo de Oliveira; Thiago Neves Mendonça. Saberes para uma geometria moderna no ensino primário – MG (1960 – 1970). REMATEC, Vol: 11, Num: 23.
2016 Eliana Maria de Jesus; Janice Cassia Lando. O ensino da matemática primária no grupo escolar castro alves em Jequié-BA (1934-1971). REMATEC, Vol: 11, Num: 23.
2017 Denise Medina França; Lucilia Bechara Sanchez. Matemática ensinada: um estudo nos cadernos da escola Vera Cruz (1960-1990). REMATEC, Vol: 12, Num: 24.
2017 Fabrício Santos de Sousa; Maria Lúcia Pessoa Chaves Rocha. Academia Real Militar: primeiros Livros utilizados para o Ensino de Matemática Superior no Brasil. REMATEC, Vol: 12, Num: 26.
2013 Wagner Rodrigues Valente. Oito temas sobre História da educação matemática. REMATEC, Vol: 8, Num: 12.
2013 José Manuel Matos. A educação matemática e modernidade: contributos para um debate. REMATEC, Vol: 8, Num: 12.
2014 Fredy Enrique González. RECONSTRUCCIÓN HISTÓRICA DE LA EDUCACIÓN MATEMÁTICA EN VENEZUELA: ELEMENTOS PARA UN BALANCE. REMATEC, Vol: 9, Num: 15.
2014 Silvio Luiz Martins Britto; Arno Bayer. A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA SOB A ÓPTICA DOS JESUÍTAS, NO SÉCULO XIX E XX, NO RIO GRANDE DO SUL. REMATEC, Vol: 9, Num: 16.
2013 Ubiratan D’Ambrosio. POR QUE E COMO ENSINAR HISTÓRIA DA MATEMÁTICA. REMATEC, Vol: 8, Num: 12.
2008 Maria Deusa Ferreira da Silva. Um Método de Arquimedes para a Quadratura da Parábola. REMATEC, Vol: 3, Num: 4.
2012 Iran Abreu Mendes. O OCTÓGONO ARTÍSTICO, GEOMÉTRICO E SAGRADO NA CAPELA DE SÃO JOÃO BATISTA EM BELÉM DO PARÁ. REMATEC, Vol: 7, Num: 10.
2015 Elenice de Souza Lodron Zuin; Rogéria Teixeira Urzêdo Queiroz. A Concepção Aritmética do Logaritmo no livro dos Irmãos Reis, publicado no final do Oitocentos. REMATEC, Vol: 10, Num: 20.
2016 José Roberto Boettger Giardinetto. Pedagogia Histórico-Crítica e Educação Matemática: saber escolar e formas distintas de produção do conhecimento matemático. REMATEC, Vol: 11, Num: 22.
2016 Rafael José Alves do Rego Barros. Dissertações em história e epistemologia da matemática: contribuiçõespara a abordagem da geometria plana no ensino médio. REMATEC, Vol: 11, Num: 22.
2016 Vanessa Cristina Rhea; Lorena Carolina Rosa Biffi; Lucieli M. Trivizoli. Uso da história da matemática: preparação, deslizes e reformulação de uma proposta sobre números inteiros. REMATEC, Vol: 11, Num: 22.
2017 Elenice de Souza Lodron Zuin; Célio Moacir dos Santos. Abordagens Históricas da Matemática em "lições de álgebra elementar" de Joaquim Ignácio de Almeida Lisboa. REMATEC, Vol: 12, Num: 24.
2017 Jeová Pereira Martins. A simetria dos azulejos históricos de Belém do Pará em uma proposta de ensino. REMATEC, Vol: 12, Num: 24.
2017 José dos Santos Guimarães Filho; João Claudio Brandemberg. Um estudo do Liber Quadratorum (1225) e suas potencialidades para o ensino de Matemática. REMATEC, Vol: 12, Num: 26.
2010 João Cláudio Brandemberg. Sobre o uso de conceitos da lógica e aspectos históricos no ensino de Matemática: Entrevista com Daniel Cordeiro de Morais Filho. REMATEC, Vol: 5, Num: 6.
2013 Iran Abreu Mendes. HISTÓRIA NO ENSINO DA MATEMÁTICA: TRAJETÓRIAS DE UMA EPISTEMOLOGIA DIDÁTICA. REMATEC, Vol: 8, Num: 12.
2014 Fumikazu Saito. INSTRUMENTOS MATEMÁTICOS DOS SÉCULOS XVI E XVII NA ARTICULAÇÃO ENTRE HISTÓRIA, ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA. REMATEC, Vol: 9, Num: 16.
2014 Davidson Paulo Azevedo Oliveira; Milton Rosa; Marger da Conceição Ventura Viana. A PERSPECTIVA SOCIOCULTURAL DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA NA SALA DE AULA: POSSIBILIDADES E LIMITES. REMATEC, Vol: 9, Num: 16.
2014 Marcelo Miranda Serrão; João Cláudio Brandemberg. PROBLEMAS MATEMÁTICOS DA ANTIGUIDADE COMO ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DE EQUAÇÕES NO 9º ANO DA EDUCAÇÃO BÁSICA. REMATEC, Vol: 9, Num: 16.
2014 Dulcyene Maria Ribeiro. A PREPARAÇÃO DE AULAS USANDO HISTÓRIA DA MATEMÁTICA. REMATEC, Vol: 9, Num: 16.
2015 Cláudia Regina Flores. HISTÓRIA E ENSINO DE MATEMÁTICA: A FABRICAÇÃO DE UM CORPO PROPORCIONAL. REMATEC, Vol: 10, Num: 18.
2015 Ana Carolina Costa Pereira; Daniele Esteves Pereira. ENSAIO SOBRE O USO DE FONTES HISTÓRICAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA. REMATEC, Vol: 10, Num: 18.
2015 Maria Lúcia Pessoa Chaves Rocha; Francisca Janice dos Santos Fortaleza. ARGUMENTOS E ABORDAGENS DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA NA PERSPECTIVA PEDAGÓGICA: CONCEPÇÕES DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA. REMATEC, Vol: 10, Num: 18.
2015 Edilene Simões Costa dos Santos. A PRESENÇA DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA NA CONSTRUÇÃO DO CONCEITO DE ÁREA E SUA MEDIDA. REMATEC, Vol: 10, Num: 18.
2007 João Cláudio Brandemberg. Algumas contribuições do trabalho de Euler para o desenvolvimento da Matemática. REMATEC, Vol: 2, Num: 2.
2010 Evanildo Costa Soares. A difusão dos logaritmos no século XVII. REMATEC, Vol: 5, Num: 7.
2008 Maria Aparecida Roseane Ramos. Sobre Legendre e os Números Primos. REMATEC, Vol: 3, Num: 4.
2013 Angélica Raiz Calábria; Sergio Roberto Nobre. PRIMEIRO COLÓQUIO BRASILEIRO DE MATEMÁTICA: REGISTROS E PERSONAGENS. REMATEC, Vol: 8, Num: 12.
2016 Jefferson Leandro Ramos de Oliveira; Erika Monik A. de M. Ramos de Oliveira. O desenvolvimento da álgebra e a escola italiana Renascentista. REMATEC, Vol: 11, Num: 22.
2017 Andressa Cesana. Alberti, Finé e Fabri: Contribuições em Problemas de Medição de Alturas no Renascimento. REMATEC, Vol: 12, Num: 24.
2013 Ubiratan D’Ambrosio. POR QUE E COMO ENSINAR HISTÓRIA DA MATEMÁTICA. REMATEC, Vol: 8, Num: 12.
2015 Benedito Fialho Machado; Iran Abreu Mendes. Matheus Valente do Couto: fragmentos da trajetória de um matemático paraense. REMATEC, Vol: 10, Num: 18.
2015 Rosineide de Sousa Jucá; Pedro Franco de Sá. ASPECTOS EPISTEMOLÓGICOS DOS NÚMEROS DECIMAIS. REMATEC, Vol: 10, Num: 18.
2007 Wagner Rodrigues Valente. História da Educação Matemática: interrogações metodológicas. REVEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2013 Rebeca Moreira Sena, Beatriz Vargas Dorneles. Ensino de Geometria: Rumos da Pesquisa (1991-2011) Teaching Geometry: Research Directions (1991-2011). REVEMAT, Vol: 8, Num: 1.
2007 Cileda de Queiroz e Silva Coutinho. Conceitos probabilísticos: quais contextos a história nos aponta?. REVEMAT, Vol: 7, Num: 1.
2015 Ana Carolina Costa Pereira, Isabelle Coelho da Silva, Raniele Sampaio Nogueira, Francisco Régis Vieira Alves. Sobre o uso de fontes na disciplina de História da Matemática: Problema 56 do Papiro de Rhind. REVEMAT, Vol: 10, Num: 2.
2017 Benjamim Cardoso da Silva Neto, Fabiana Leal Nascimento, Adelino Candido Pimenta. O uso de episódios de história da matemática em uma tarefa didática visando a produção de significado. REVEMAT, Vol: 12, Num: 1.
2014 karly alvarenga, Celso Viana Barbosa, Gislaine Maria Ferreira. O conceito de função: o desenvolvimento baseado em alguns modelos desde o ano de 2000 a.C. até o século XX. REVEMAT, Vol: 9, Num: 1.
2008 John A. Fossa. Matemática, História e Compreensão. COCAR, Vol: 2, Num: 4.
2017 Iran Abreu Mendes. História para o ensino da matemática: uma reinvenção didática para a sala de aula. COCAR, Num: 3.
2017 João Cláudio Brandemberg. Sobre o uso da história da matemática no ensino de equações algébricas. COCAR, Num: 3.
2017 Ailton Paulo de Oliveira Júnior, Beatriz Cristina da Silva Delalíbera, Karoline Marcolino Cardoso. Potencialidades pedagógicas da história da matemática para o ensino de estatística na educação básica. COCAR, Vol: 11, Num: 22.
2010 Iran Abreu Mendes. A Investigação Histórica na Formação de Professores de Matemática. COCAR, Vol: 4, Num: 7.
2014 Juliano Espezim Soares Faria, Ademir Valdir dos Santos, Ione Ribeiro Valle. A matemática como disciplina da academia de comércio de Santa Catarina. ALEXANDRIA, Vol: 7, Num: 2.
2017 Francisco das Chagas Silva Souza, Augusto Sávio Guimarães do Nascimento. Memórias da escola: narrativas de formadores de professores de matemática. ALEXANDRIA, Vol: 10, Num: 1.
2013 Iran Abreu Mendes. Cognição e Criatividade na Investigação em História da Matemática: contribuições para a Educação Matemática. ALEXANDRIA, Vol: 6, Num: 1.
2010 Rodrigo Dias Balestri, Márcia Cristina de Costa Trindade Cyrino. A história da matemática na formação inicial de professores de matemática. ALEXANDRIA, Vol: 3, Num: 1.
2014 . Entrevista com o Prof. Dr. Eduardo Sebastiani Ferreira. RHMP, Vol: 1, Num: 1.
2014 John A. Fossa. A Geometria de alguns Monumentos Megalíticos. RHMP, Vol: 1, Num: 1.
2014 Martha Werneck Poubel; Ligia Arantes Sad. De contagens empíricas e jogos ao poder da Ciência Estatística. RHMP, Vol: 1, Num: 1.
2014 Rosineide de Sousa Jucá; Pedro Franco de Sá. Alguns aspectos históricos dos números decimais. RHMP, Vol: 1, Num: 1.
2014 Tiago Bissi. As potencialidades pedagógicas da História da Matemática - Uma abordagem com alunos da 8ª Série. RHMP, Vol: 1, Num: 1.
2014 Circe Mary Silva da Silva. Onde está a proporção?. RHMP, Vol: 1, Num: 1.
2014 Severino Carlos Gomes. Resenha do filme Alexandria. RHMP, Vol: 1, Num: 1.
2014 Beatriz Cezar Muller. A beleza da estrela da felicidade. RHMP, Vol: 1, Num: 1.
2015 Marina Gomes dos Santos. Entrevista com Professor da Educação Básica. RHMP, Vol: 2, Num: 2.
2015 John A. Fossa. De Morgan, Brougham e a SDUK: Matemática a Serviço da Religião. RHMP, Vol: 2, Num: 2.
2015 Rony C. O. Freitas; Lauro Chagas e Sá; Vito Rodrigues Franzosi. A contribuição da Geometria Dinâmica na Resolução Geométrica de Equações do Segundo Grau como proposto por Descartes. RHMP, Vol: 2, Num: 2.
2015 Camila Libanori Bernardino; Juliana Martins; Marta Figueredo dos Anjos. Legitimação de um discurso matemático: um estudo sobre a Geometria Hiperbólica. RHMP, Vol: 2, Num: 2.
2015 Ana Carolina Costa Pereira; Antonia Naiara de Sousa Batista. A Matemática por trás da Balestilha. RHMP, Vol: 2, Num: 2.
2015 Tercio Girelli Kill; Andressa Cesana. A História da Matemática subsidiando contextos de abordagem para a resolução de problemas: O caso do “truque de Fibonacci”. RHMP, Vol: 2, Num: 2.
2015 Davidson Paulo Azevedo Oliveira; Milton Rosa; Marger da Conceição Ventura Viana. A Perspectiva Sociocultural da História da Matemática como uma Lente Metodológica para o Estudo de Funções. RHMP, Vol: 2, Num: 2.
2015 Tiago Bissi. A abordagem historiográfica presente no livro “A História dos grandes matemáticos: as descobertas e a propagação do conhecimento através das vidas dos grandes matemáticos”. RHMP, Vol: 2, Num: 2.
2016 Davidson Paulo Azevedo Oliveira; Maria Maroni Lopes. ENTREVISTA COM O PROFESSOR SÉRGIO ROBERTO NOBRE. RHMP, Vol: 3, Num: 3.
2016 Kaline de França Andrade; Bernadete Morey. GEOMETRIA E ESTILO GÓTICO: AS CATEDRAIS MEDIEVAIS. RHMP, Vol: 3, Num: 3.
2016 Claudia A. C. de Araujo Lorenzoni; Circe Mary Silva da Silva. O ENCONTRO DA ÁLGEBRA E DA GEOMETRIA NAS OBRAS DE DESCARTES E HILBERT. RHMP, Vol: 3, Num: 3.
2016 Claudia A. C. de Araujo Lorenzoni. DO “COMPLETAMENTO” DE QUADRADOS AO “COMPLETAMENTO” DE CUBOS POR CARDANO E TARTAGLIA. RHMP, Vol: 3, Num: 3.
2016 John A. Fossa. NOTAÇÃO POSICIONAL SEM ZERO: POSSIBILIDADES LÓGICAS E REALIDADES HISTÓRICAS. RHMP, Vol: 3, Num: 3.
2018 Valdenise Lopes do Nascimento. Entrevista com o Prof. Dr. Severino Carlos Gomes (IFRN). RHMP, Vol: 4, Num: 1.
2018 Ana Caroline Frigéri Barboza; Lucieli M. Trivizoli. Gelosia: Um Método de Multiplicação Medieval. RHMP, Vol: 4, Num: 1.
2018 Rafael Thé Bonifácio de Andrade. A História dos Números Primos. RHMP, Vol: 4, Num: 1.
2018 Maria da Conceição Alves Bezerra. SOBRE A MATEMÁTICA RECREATIVA algumas contribuições iniciais. RHMP, Vol: 4, Num: 1.
2015 Iran Abreu Mendes; Carlos Aldemir Farias. HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA BRASILEIRA: entre genealogias e coletivos de pensamento. HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2015 Antonio Vicente Marafioti Garnica. UMA AGENDA PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA NO BRASIL?. HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2015 José Manuel Matos. CONSTRUÇÃO E MODIFICAÇÃO DA AUTONOMIA DOS SABERES MATEMÁTICOS ESCOLARES EM PORTUGAL. HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2015 Maria Célia Leme da Silva. UMA TRAJETÓRIA HISTÓRICA DE SABERES GEOMÉTRICOS NO ENSINO PRIMÁRIO BRASILEIRO (1827-1971). HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2015 María Teresa González Astudillo; Isabel María Sánchez Sierra. ENSEÑANZA DE LA GEOMETRÍA ANALÍTICA EN ESPAÑA EN EL SIGLO XIX. HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2015 Maria Cristina Araújo de Oliveira. PROFISSIONALIDADE PARA O ENSINO DE GEOMETRIA: um estudo a partir da legislação. HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2015 Antonio Miguel. UMA ENCENAÇÃO TERAPÊUTICA DA TERAPIA WITTGENSTEINIANA NA CONDUÇÃO DE PESQUISAS HISTORIOGRÁFICAS. HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2015 Sergio Lorenzato. 6 DE MAIO, DIA NACIONAL DA MATEMÁTICA. HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2015 Ubiratan D’Ambrosio. CARACTERÍSTICAS DISTINTAS DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA E DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA EM PAÍSES DA AMÉRICA LATINA. HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2015 Walter O. Beyer K.. UN PASEO HISTÓRICO POR LA EDUCACIÓN MATEMÁTICA VENEZOLANA: una visión a través de los textos escolares. HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2015 Fredy Enrique González. HACIA UNA RECONSTRUCCIÓN HISTÓRICA DE LA EDUCACIÓN MATEMÁTICA EN VENEZUELA. HISTEMAT, Vol: 1, Num: 1.
2016 Valérie Legros. FRENCH ARITHMETIC TEXTBOOKS DURING THE 19TH CENTURY. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 David Antonio da Costa. A ESCOLA ATIVA NOS GRUPOS ESCOLARES CATARINENSES: O PROGRAMA DE ARITMÉTICA DE 1946. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Luciane de Fatima Bertini. O MANUAL DO ENSINO PRIMÁRIO, DE MIGUEL MILANO: QUE PROBLEMAS?. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Denise Medina. O ENSINO DE ARITMÉTICA NO PROGRAMA DO ENSINO PRIMÁRIO DO ESTADO DA GUANABARA (1961). HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Diogo Franco Rios. O DIÁLOGO EPISTEMOLÓGICO EM UM CASO DE APROXIMAÇÃO ENTRE A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E A CONSTRUÇÃO TEÓRICA DO REAL. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Eliene Barbosa Lima; Inês Angélica Andrade Freire. OS PROGRAMAS DE ENSINO ELEMENTAR NOS CURSOS DE “TREINAMENTO” DOS PROFESSORES LEIGOS DOS MUNICÍPIOS BAIANOS: O QUE DIZEM SOBRE O CONTEXTO SOCIOECONÔMICO, POLÍTICO E EDUCACIONAL DA BAHIA DA DÉCADA DE 1950?. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Circe Mary Silva da Silva Dynnikov. REPRESENTAÇÕES DE ARITMETICA NO LIVRO DE GEORG BÜCHLER. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Peri Mesquida. O MÉTODO EM PESTALOZZI: A MATEMÁTICA COMO CAMINHO PARA A VERDADE. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Maria Cristina Araújo de Oliveira. ELEMENTOS DE PROFISSIONALIDADE PARA UMA GEOMETRIA MODERNA: NORMATIVAS OFICIAIS E MANUAIS PEDAGÓGICOS COMO REFERENCIAIS PARA A PRÁTICA DOCENTE. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Carmyra Oliveira Batista; Edilene Simões Costa dos Santos; Rosália Policarpo Fagundes de Carvalho; Mônica Menezes de Souza. UM OLHAR ATENTO AO MANUAL DIDÁTICO “VAMOS APRENDER MATEMÁTICA: guia do professor – preliminar”. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Elenir T. Paluch Soares. A COMPREENSÃO DO SND: UM DIFERENCIAL NOS LIVROS DIDÁTICOS DE MATEMÁTICA NA DÉCADA DE 1960. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Neuza Bertoni Pinto. MATRIZES PEDAGÓGICAS DE MANUAIS QUE ENSINAM A ENSINAR ARITMÉTICA NA ESCOLA PRIMÁRIA EM TEMPOS DE ESCOLA NOVA: APROXIMAÇÕES E DISTANCIAMENTOS. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Elisabete Zardo Búrigo. PROBLEMAS ARITMÉTICOS EM LIVROS, REVISTAS E PROGRAMAS: UM EXERCÍCIO DE CRUZAMENTO DE FONTES. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Mariliza Simonete Portela; Barbara Winiarski Diesel Novaes. A INOVAÇÃO PERMEANDO PRÁTICAS CONSOLIDADAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA DA ESCOLA PRIMÁRIA PARANAENSE (1960-1970). HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 José Ivanildo de Lima. JACEGUAI REIS CUNHA E O ENSINO DE DESENHO EM RORAIMA. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 1.
2016 Januaria Araújo Bertani. OS RELATÓRIOS DOS FUTUROS PROFESSORES, AS CONFERÊNCIAS DOS PROFESSORES FORMADORES E A MATEMÁTICA MODERNA EM PORTUGAL (1954 – 1968): registros compreendidos como a materialização de práticas docentes. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 Thaline Thiesen Kuhn; Cláudia Regina Flores. O ENSINO DE DESENHO NOS GRUPOS ESCOLARES CATARINENSES: a educação do olhar e da mão. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Márcio Oliveira D’Esquivel; Claudinei de Camargo Sant’Ana. DO DESENHO À GEOMETRIA: saberes geométricos na escola primária da Bahia. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Marcos Denilson Guimarães; Wagner Rodrigues Valente. ENTRE O PARECER DE RUI BARBOSA E AS REVISTAS PEDAGÓGICAS CARIOCAS E PAULISTAS (1891-1920): um modelo comum para o ensino do Desenho?. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Silvia de Castro de Barros; Maria Cristina Araújo de Oliveira. A GEOMETRIA NA FORMAÇÃO DE NORMALISTAS MINEIRAS EM TEMPOS DE ESCOLA NOVA: referências e práticas de Alda Lodi. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Walter O. Beyer K.. LA INFLUENCIA DE SYLVESTRE-FRANÇOIS LACROIX EN LA MATEMÁTICA VENEZOLANA DECIMONÓNICA. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 Ismael Krishna de Andrade Neiva; Thais Nivia de Lima e Fonseca. A ESCOLARIZAÇÃO DO DESENHO NA ESCOLA NORMAL DE BELO HORIZONTE (1906-1946). HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Antonio Vicente Marafioti Garnica. DA TRADUÇÃO COMO PROJETO: história, hermenêutica e ensino de Geometria. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Renaud D’Enfert. ENTRE MATHÉMATIQUES ET TECHNOLOGIE: l’enseignement du dessin géométrique dans le primaire et le secondaire (France, 1880-début XXe siècle). HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Claudia Regina Boen Frizzarini; Maria Célia Leme da Silva. SABERES ELEMENTARES GEOMÉTRICOS E FORMAS: passado e presente. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Juliana Chiarini Balbino Fernandes; Rosimeire Aparecida Soares Borges. O PRIMEIRO ANO PRIMÁRIO EM TEMPOS DE ESCOLA ATIVA: um estudo dos saberes elementares geométricos nos programas de ensino da região sudeste do Brasil. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Gláucia Maria Costa Trinchão. O DESENHO NA EDUCAÇÃO DO HOMEM NOVO BRASILEIRO: alfabetização gráfica à visibilidade dos fundamentos das Artes e das Ciências. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Jorge Alexandre dos Santos Gaspar; Lucia Maria Aversa Villela. A PERSPECTIVA DE OBSERVAÇÃO NO PRIMÁRIO. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2016 Circe Mary Silva da Silva. A ESCOLA NORMAL NA PROVÍNCIA DE SÃO PEDRO DO RIO GRANDE DO SUL E OS SABERES MATEMÁTICOS PARA FUTUROS PROFESSORES (1869-1889). HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 Márcia Maria Alves de Assis. MATEMÁTICAS ELEMENTARES NA ESCOLA NORMAL DE NATAL (1908-1970). HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 Marc Moyon. INITIATION AU CALCUL ET ÉDUCATION NOUVELLE: La “Méthode Havránek” au catalogue du Père Castor. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 Ivanete Batista dos Santos. UMA HISTÓRIA DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA: um exame do modelo implantado em Sergipe nos anos 1970. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 Maria Laura Magalhães Gomes. HISTÓRIA DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES QUE ENSINAM MATEMÁTICA: no livro de memórias de uma professora paulista. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 Arlete de Jesus Brito; Luzia Aparecida de Souza. CURSOS EMERGENCIAIS DE LICENCIATURA PARA PROFESSORES QUE ENSINAM MATEMÁTICA. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 Heloisa da Silva. A HISTÓRIA ORAL COMO ABORDAGEM EM ESPAÇOS FORMATIVOS FORMAIS DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 Iran Abreu Mendes. HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA: uma experiência disciplinar na UFRN. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2016 Isabel Sánchez; Mª Teresa González. LA GEOMETRÍA ANALÍTICO-DESCRIPTIVA DE MARIANO ZORRAQUÍN. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2017 Januária Araújo Bertani; Malú Rosa Brito Gomes; Francisleide da Silva Pires Santana. O CURSO DE CIÊNCIAS E A FORMAÇÃO DOCENTE DE MATEMÁTICA EM JEQUIÉ - BA: os registros dos diários dos professores, as memórias das alunas e os cadernos (1977 – 1980). HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2017 Jeser C. Candray. HISTÓRIA DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA EM EL SALVADOR. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2017 Bertrand Eychenne. L’ENSEIGNEMENT DE LA GÉOMÉTRIE AU COLEGIO MILITAR DE BOGOTA (1848-1884): Un exemple de circulation, d’appropriation et de production de savoirs mathématiques. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Mária Cristina Almeida. REFLETINDO SOBRE O ESTÁGIO PARA PROFESSOR DE MATEMÁTICA DO ENSINO LICEAL EM PORTUGAL A PARTIR DE PRODUÇÕES DE ESTAGIÁRIOS (1940-41 e 1957-63). HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Ivanete Batista dos Santos. UM EXAME EM PESQUISAS SOBRE OS SABERES ELEMENTARES MATEMÁTICOS: o caso de Sergipe. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Eliene Barbosa Lima; Inês Angélica Andrade Freire. CADERNOS COM SABERES MATEMÁTICOS: perspectivas históricas de pesquisas. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Claudia Regina Boen Frizzarini; David Antonio da Costa. CADERNOS ESCOLARES BRASILEIROS E FRANCESES: seus metadados para a história da educação matemática. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Alexsandra Camara. SABERES GEOMÉTRICOS NO INÍCIO DO SÉCULO XX NO ESTADO DO PARANÁ: a importância da escrita e a conservação própria do indivíduo. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Reginaldo Rodrigues da Costa; Wagner Alexandre do Amaral. OS CADERNOS DE NORMALISTA NO ESTADO DO PARANÁ NA DÉCADA DE 1970: sinais e vestígios de como ensinar a matemática. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Aparecida Rodrigues Silva Duarte. PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PARA O ENSINO DE ARITMÉTICA EM UM CADERNO DE PLANOS DE AULA. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Diogo Franco Rios; Maria Cecília Bueno Fischer. CADERNOS DE BEATRIZ: discussões teóricas para uma aproximação com a matemática nos registros de estágio da normalista gaúcha (1967). HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Nícolas Giovani da Rosa; Mayara Becker Oliveira da Silva; Elisabete Zardo Búrigo. CADERNOS ESCOLARES: problemas aritméticos no ensino de matemática em um diário escolar dos anos 1950. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Andréia Fernandes de Souza. SINTÉTICO OU ANALÍTICO: como ensinar problemas de aritmética? (São Paulo, 1920). HISTEMAT, Vol: 3, Num: 1.
2017 Jéssica Cravo Santos. RÉGUA E ESQUADROS: materiais no ensino dos saberes geométricos em Sergipe. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2017 Reginaldo Rodrigues da Costa. A PESQUISA EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: um panorama das pesquisas apresentadas no XI Encontro Nacional de Educação Matemática. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Aparecida Rodrigues Silva Duarte. HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: trajetos investigativos. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Elisabete Zardo Búrigo. REVISITAÇÕES DO PASSADO: contribuições da História Cultural à crítica da pesquisa. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Luiza Santos Pontello; Maria Laura Magalhães Gomes. ALGUMAS IDEIAS DA HISTÓRIA CULTURAL E SUAS POSSIBILIDADES DE CONTRIBUIÇÃO PARA UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA PELA CADES NO CEARÁ. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Edlene Cavalcanti Santos; Juliane Bezerra; Mercedes Carvalho. ENSINO DE MATEMÁTICA NO LICEU ALAGOANO: Sobrevoo na história da Instituição. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 André Francisco de Almeida; Neuza Bertoni Pinto. A PRESENÇA DAS TABUADAS EM PROGRAMAS DE ENSINO E EM LIVROS DIDÁTICOS DE ARITMÉTICA DA ESCOLA PRIMÁRIA – Início do século XX. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Antônio Mauricio Medeiros Alves; Fernando Ripe. ANÁLISE HISTÓRICA DE LIVROS DIDÁTICOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: um estudo a partir da História Cultural. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Cézar Jesus da Rocha; Moysés Gonçalves Siqueira Filho. HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E HISTÓRIA CULTURAL: entre diálogos e reflexões. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Mônica Menezes de Souza; Rosália Policarpo Fagundes de Carvalho; Carmyra Oliveira Batista; Edilene Simões Costa dos Santos. TRAJETÓRIAS DE PESQUISA: o grupo COMPASSODF e a História Cultural. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Elenice de Souza Lodron Zuin. SISTEMA MÉTRICO DECIMAL COMO UM SABER ESCOLAR NO BRASIL: alteração das práticas escolares na segunda metade do Oitocentos. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Ivanete Batista dos Santos. CONCEITOS DA HISTÓRIA CULTURAL EM PESQUISAS PRODUZIDAS EM SERGIPE SOBRE SABERES MATEMÁTICOS DO ENSINO PRIMÁRIO. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Malcus Cassiano Kuhn; Arno Bayer. OS EXERCÍCIOS DE CÁLCULO ORAL NAS ARITMÉTICAS EDITADAS PARA AS ESCOLAS PAROQUIAIS LUTERANAS DO SÉCULO XX NO RIO GRANDE DO SUL. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 2.
2017 Ivanise Arcanjo Gomes Diniz; Joubert Lima Ferreira. CENTRO INTEGRADO LUIZ NAVARRO DE BRITO: relações entre o cenário político educacional baiano e o ensino de matemática nos cursos técnicos (1968 a 1979). HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2017 Dolores Carrillo Gallego; Encarna Sánchez Jiménez. EL «CÁLCULO VIVO» EN UN CUADERNO FREINETIANO. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2017 Fernando Guedes Cury; Liliane dos Santos Gutierre. HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: atividades a partir das discussões do GPEP. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2017 Alexandra Sofia Rodrigues; José Manuel Matos. O ENSINO COMERCIAL EM PORTUGAL. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2017 Rui Candeias. A MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DO ENSINO PRIMÁRIO: a proposta de José Moreirinhas Pinheiro (1923 – 2017) para o ensino dos decimais. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2017 Danilene Donin Berticelli; Lidiane Gomes dos Santos Felisberto. A CONSTITUIÇÃO DA ARITMÉTICA NA ESCOLA PRIMÁRIA PARANAENSE: o que revelam as pesquisas. HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2017 Marcos Denilson Guimarães. O ENSINO DO DESENHO NO CURSO PRIMÁRIO: uma investigação sobre as suas finalidades (século XIX e primeira metade do XX). HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2017 Luiz Henrique Pereira Ferraz; Maria Helena Camara Bastos. O ENSINO DA MATEMÁTICA EM IMAGENS: Os suplementos didáticos encartados na Revista do Ensino/RS (1951-1978). HISTEMAT, Vol: 3, Num: 3.
2018 Ubiratan D’Ambrosio. À GUISA DE UM PREÂMBULO AO TRABALHO “O ENSINO DA MATEMÁTICA ELEMENTAR NO BRASIL”. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 1.
2018 Andréia Dalcin. FOTOGRAFIA, HISTÓRIA E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: Apontamentos para pesquisas sobre a cultura escolar. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 1.
2018 Antonio Vicente Marafioti Garnica. QUASE-MEMÓRIA: redizeres sobre a relação entre História e Educação Matemática. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 1.
2018 Bruno Alves Dassie. ANALISAR LIVROS DIDÁTICOS: trajetos e caminhos percorridos. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 1.
2018 Flávia dos Santos Soares. AS MUITAS MÃOS NA ESCRITA DA HISTÓRIA: a trajetória de um manual de Desenho do século XIX por meio de documentos manuscritos. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 1.
2018 Maria Laura Magalhães Gomes. PROFESSORAS QUE ENSINARAM MATEMÁTICA: memórias de Maria da Glória, Botyra e Felicidade. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 1.
2018 Rosineide de Sousa Jucá; Pedro Franco de Sá. OS NÚMEROS DECIMAIS EXPOSTOS NO LA DISME: atividades matemáticas como práticas sociais. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 1.
2018 Rosilene Beatriz Machado; Cláudia Regina Flores. DA EMERGÊNCIA DO DESENHO COMO DISCIPLINA ESCOLAR: o território das artes como lugar de parada. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 1.
2018 Waléria de Jesus Barbosa Soares. PESQUISA DOCUMENTAL SOBRE HISTÓRIA DA MATEMÁTICA ESCOLAR: um caminho a ser percorrido. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 1.
2018 José Manuel Matos; Mária Cristina Almeida. A REFORMA DA MATEMÁTICA MODERNA EM PORTUGAL. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 2.
2018 Circe Mary Silva da Silva. SOUVENIR DE INFÂNCIA: provas de matemática do ensino primário no Espírito Santo. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 2.
2018 Elenice de Souza Lodron Zuin. EXAMES DE ADMISSÃO DO GYMNASIO DA CAPITAL DE SÃO PAULO SOB A ÉGIDE DA REFORMA FRANCISCO CAMPOS: as questões relativas ao sistema métrico decimal. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 2.
2018 Lidiane Gomes dos Santos Felisberto. OS EXAMES DE ARITMÉTICA NA LEGISLAÇÃO DO ENSINO PRIMÁRIO DO PARANÁ (1900-1960). HISTEMAT, Vol: 4, Num: 2.
2018 Luiz Henrique Ferraz Pereira. A PROVA NA REVISTA DO ENSINO DO RIO GRANDE DO SUL. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 2.
2018 Kleyton Vinicyus Godoy. O TRIPOS DE MATEMÁTICA DE 1842: o percurso da preparação de A. Cayley para a realização desse exame. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 2.
2018 Francisca Janice dos Santos Fortaleza; Maria Lúcia Pessoa Chaves Rocha. A ESCOLARIZAÇÃO DOS SABERES GEOMÉTRICOS NOS GRUPOS ESCOLARES PARAENSES (1899 – 1930). HISTEMAT, Vol: 4, Num: 2.
2018 Eduardo Santos. HISTÓRIA DA DISCIPLINA ÁLGEBRA LINEAR: primeiras aproximações. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 2.
2018 Claudia Regina Boen Frizzarini; Maria Célia Leme da Silva. AS PRÁTICAS DO TRABALHO MANUAL E DA GEOMETRIA NO CURSO PRIMÁRIO DO DISTRITO FEDERAL: representações do final do século XIX. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Andréia Magalhães Dias Almeida. O DESENHO NA REFORMA JOÃO PINHEIRO DE 1906 EM MINAS GERAIS. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Thiago Neves Mendonça. O MOVIMENTO DA MATEMÁTICA MODERNA E A GEOMETRIA PROPOSTA PARA ENSINAR ÀS CRIANÇAS EM MINAS GERAIS: referências e práticas de uma professora de Juiz de Fora. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Luciane de Fatima Bertini; Ivone Lemos da Rocha. “RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PELAS EQUAÇÕES ALGÉBRICAS”: a proposta de Tito Cardoso de oliveira para o ensino das operações. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Antonio Vicente Marafioti Garnica. GRUPO DE PESQUISA HISTÓRIA ORAL E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: mapeamento da formação e atuação de professores que ensinam/ensinaram matemática no Brasil. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Ivete Maria Baraldi. GRUPO DE PESQUISA HISTÓRIA ORAL E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: dos estudos sobre história da educação matemática (inclusiva). HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Maria Ednéia Martins-Salandim. GRUPO DE PESQUISA HISTÓRIA ORAL E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: dos estudos sobre Hermenêutica de Profundidade. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Jardel da Silva Costa; Márcia Maria Fusaro Pinto. HISTÓRIA ORAL, IDENTIDADE E A CONSTITUIÇÃO DE UM CURRÍCULO. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Wguineuma Pereira Avelino Cardoso; Liliane dos Santos Gutierre. UMA GENEALOGIA NA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA DO RIO GRANDE DO NORTE. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Elmha Coelho Martins Moura. MONUMENTOS ARQUITETÔNICOS: Uma Fonte de Pesquisa em História da Educação Matemática. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Martha Regina Egéa Kleine. 75 ANOS DE HISTÓRIA DO ENSINO MÉDIO NO BRASIL. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2018 Jéssica Ignácio de Souza; Cláudia Regina Flores. UMA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA NA ESCOLA POR MEIO DE UMA ANÁLISE EM LIVROS DIDÁTICOS. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 3.
2016 Anabela Teixeira; Jorge Nuno Silva. HISTÓRIAS DE JOGOS MATEMÁTICOS: o caso do Metromachia, para o ensino da Geometria. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 2.
2018 Claudia A. C. de Araujo Lorenzoni; Lígia Arantes Sad. HISTÓRIA DA MATEMÁTICA E O “FAZER MATEMÁTICA” NA EDUCAÇÃO BÁSICA. HISTEMAT, Vol: 4, Num: 1.
2016 Rodolfo Fallas Soto; Ricardo Cantoral Uriza. ESTUDIO SOCIOEPISTEMOLÓGICO DEL TEOREMA DE EXISTENCIA Y UNICIDAD EM LAS ECUACIONES DIFERENCIALES ORDINARIAS. HISTEMAT, Vol: 2, Num: 3.
2017 Sandra Konzen, Luci Teresinha Marchiori dos Santos Bernardi, Bruna Larissa Cecco. O CAMPO DO ENSINO DE GEOMETRIA NO BRASIL: DO BRASIL COLÔNIA AO PERÍODO DO REGIME MILITAR. HIPATIA, Vol: 2, Num: 2.
2017 Elisangela Miranda Pereira Carlini, Mariana Feiteiro Cavalari Silva. AS FUNÇÕES DIDÁTICAS DESEMPENHADAS PELA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA NOS LIVROS DIDÁTICOS DE MATEMÁTICA DO ENSINO MÉDIO. HIPATIA, Vol: 2, Num: 2.
2017 Antonia Naiara de Sousa Batista, Ana Carolina Costa Pereira. A BALESTILHA: UM INSTRUMENTO NÁUTICO COMO RECURSO PARA ABORDAR CONCEITOS MATEMÁTICOS. HIPATIA, Vol: 2, Num: 1.
2017 Diego de Matos Gondim. MODOS OUTROS DE EXPRESSÃO DOS CÁLCULOS DIFERENCIAL E INTEGRAL NOS RASTROS DE EUDOXO E ARQUIMEDES. HIPATIA, Vol: 2, Num: 1.
2016 Edna Maura Zuffi. ALGUNS ASPECTOS DO DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO DO CONCEITO DE FUNÇÃO. HIPATIA, Vol: 1, Num: 1.
2016 Línlya Sachs. O QUINTO POSTULADO DE EUCLIDES COMO HISTÓRIA DE PROBLEMAS. HIPATIA, Vol: 1, Num: 1.