O CREPHIMat

O Centro Brasileiro de Referência em Pesquisa sobre História da Matemática – CREPHIMat foi idealizado para concretizar uma das ações de dois projetos de pesquisa coordenados pelo Prof. Dr. Iran Abreu Mendes, com financiamento do CNPq, para disseminação das produções de estudos e pesquisas em história da matemática. O primeiro projeto, intitulado História para o Ensino da Matemática na Formação de Professores e na Educação Básica: uma Análise da Produção Brasileira, investiga os modos, sentidos e modalidades de abordagem das pesquisas em História da Matemática e suas propostas para uso didático nas aulas de Matemática. O propósito central é questionar como as produções em teses e dissertações em História para o ensino de Matemática são utilizadas pelos professores de Matemática das escolas públicas da Educação Básica? De que modo os professores recebem as produções advindas desses estudos? As propostas metodológicas de ensino de Matemática, apoiadas nas informações históricas, são contempladas nos livros didáticos adotados nas escolas do Brasil? O segundo projeto, intitulado Uma história das pesquisas em História da Matemática no Brasil: produções, disseminações e contribuições à formação de professores de Matemática, pretende descrever e analisar como o cenário histórico, epistemológico, pedagógico e patrimonial da área de História da Matemática encontra-se configurado no Brasil a partir de 1990. A análise da produção gerada nas pesquisas nessa área de conhecimento permitirá apontar suas possibilidades de seus usos na docência, na formação e na ação dos professores.

Trata-se da continuidade das pesquisas realizadas com financiamento do CNPq desde 2006, em resposta ao fato que há um montante de produção acadêmico-cientifica em história da matemática que não está chegando aos professores de matemática da Educação Básica, ou mesmo da Educação Superior, dos cursos de formações de professores de Matemática.

Tal assunto é bastante preocupante, uma vez que já nas últimas décadas do século XX e primeiras do século XXI as pesquisas em história da matemática apresentaram contribuições expressivas para o ensino da matemática com destaque para seu potencial didático para apoiar as ações pedagógicas do professor no ensino da matemática em todos os níveis escolares.

Neste sentido, por um lado o CREPHIMat foi concebido como um repositório digital para organizar e disponibilizar à comunidade acadêmica o maior acervo digital de produções academico-cientifica sobre História da Matemática produzidas no Brasil, e por outro como um espaço de colaboração à comunidade acadêmica, na disponibilização de sugestões didáticas e orientações a estudantes de graduação em Matemática ou áreas afins, professores da Educação Básica e Ensino Superior e pesquisadores interessados no tema, com ênfaee no apoio ao ensino da matemática por meio dos arquivos disponibilizados, fontes de consulta para a pesquisa sobre história da Matemática em geral em suas diversas abordagens metodológicas. Além disso, este espaço pode viabilizar a realização de seminários e cursos à distância sobre história da Matemática, história para o ensino da Matemática e história da Educação Matemática ou mesmo alguns ateliês de pesquisa neste campo de estudos e pesquisas.

Até o momento, o CREPHIMat contempla aproximadamente 2000 produções acadêmicas entre artigos, anais de congressos, livros, capitulos de livros, materias didaticos, teses e dissertações. Essas ultimas, estão catalogadas conforme as modalidades de estudos e pesquisas realizadas sobre História da Matemática identificadas e catalogada em três tendências que foram resultantes dos estudos realizados em 10 anos (2008-2018) de pesquisas sobre as pesquisas nesta área, as quais são:

1. Pesquisas em História e Epistemologia da Matemática – HEpM, referem-se às produções científico-acadêmicas que focalizam o desenvolvimento de ideias, noções ou conceitos matemáticos ao longo do tempo e em diversos espaços, caracterizando processos espaço-temporais de imaginação, problematização, formulação e representação do conhecimento matemático por meio de codificações na forma de questões abertas e questões resolvidas. Essas produções expressam diversas histórias e epistemologias da Matemática em suas relações socioculturais, filosóficas, científicas e escolares (cf. MENDES, 2015)*.

2. Pesquisas em História da Educação Matemática – HEdM, caracterizadas pelas produções que abordam histórias relativas à vida e obra (biografias) de professores de matemática e suas produções e ações docentes, história de instituições científicas e escolares, histórias de disciplinas escolares relacionadas ao campo da matemática escolar, história sobre a formações de professores de matemática, (auto)biografias de professores de matemática, além das contribuições feitas por eles para a formação de professores de Matemática e para a melhoria do ensino, bem como outras produções que contribuem com a catalogação de fontes documentais e outros documentos que constituem as memórias e o patrimônio da Educação Matemática Brasileira (cf. MENDES, 2015)*.

3. Pesquisas em História para o Ensino da Matemática – HEnM, referentes às produções resultantes de pesquisas que conectam estudos históricos em fontes primárias ou secundárias, teorias de aprendizagem, métodos de ensino, e às vezes, tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC), com finalidades pedagógicas, para elaborar materiais didáticos e estratégias para o ensino da Matemática. As pesquisas que geram tais produções, são muitas vezes caracterizadas pela elaboração, experimentação e validação de propostas e ações didáticas centradas na utilização de informações históricas para abordagem de temas matemáticos de programas de ensino que fazem parte de componentes curriculares da Educação Básica ou do Ensino Superior (licenciatura em Matemática). Em outros casos essas produções são geradas na forma de reflexões teóricas sobre principios e métodos de ensino baseados nas investigações históricas em publicações de períodos anteriores ao nosso século, mas sempre com fins didáticos (cf. MENDES, 2015)*.

*Para maiores apofundamentos consultar: MENDES, Iran Abreu. História da matemática no Ensino: entre trajetórias profissionais, epistemologias e pesquisas. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2015.